Vinho tinto e peixe, combinar para crer

nov
2012
16

posted by on enogastronomia, harmonização, prato principal, vinhos, vinhos italianos

18 comments

pesce+rosso

Vinho tinto que acompanha pratos a base de peixe, que absurdo!

De proprietários de enoteca, sommeliers a um simples mortal, todos concordam é uma combinação improponível. Mas temos certeza disso? Se tempos atrás esta combinação era considerata uma heresia, ultimamente os chefs italianos estão considerando e propondo cada vez mais este mix que resulta muito pedido. Na verdade, peixe e vinho tinto juntos são certamente uma descoberta, de desarmônico há  somente a aparência porque pode esconder uma experiência estimulante e satisfatória, distante dos usuais clichês.

O vinho é uma bebida muito antiga mas o seu mundo passa e muda rapidamente e é próprio por isso que nós o adoramos: nunca deixa de nos surpreender. Nos últimos tempos foram sugeridos combinações com vinho tinto e alguns pratos com peixes como empanados, ao sal grosso e assado. O vinho tinto, na verdade, provou que consegue se amalgamar muito bem com o gosto do peixe desde que respeite algumas regras:

Evitar frituras de peixe, saladas com frutos do mar, entradas, crustáceos e moluscos, a menos que estes não sejam preparados com molho de tomate denso e aromático e com vinhos particularmente perfumados. Evitar também combinar polvo e vinho tinto. O polvo, em todas as suas maneiras, combina exclusivamente com vinho branco seco.

Experimente vinho tinto com sopas de peixe, como uma peixada e peixe no vapor (pregado, pescada, robalo, pargo e perca).

Mas então, com qual vinho tinto combinar? É difícil dar uma lista pronta quando esta é uma escolha muito subjetiva. Como regra geral é possível combinar com peixe todos aqueles tintos com uma graduação alcoólica baixa, geralmente não envelhecidos, isto é, com aromas mais frutados e com certeza pouco tânicos, ou seja, com um gosto suave.

Na prática são ideais todos os tintos leves, desde que o gosto do vinho não seja maior que a da preparação presente no prato e tendo sempre em mente que não é tanto a receita a determinar a possibilidade de harmonização  com um vino tinto ou não, mas sim o conjunto que é criado. Se o prato resulta leve e sem muitos temperos, será sempre melhor combiná-lo com um vinho branco seco do que com um vinho tinto, mesmo que este seja leve.

Se você quiser saber se a sua receita é adequada a um vinho tinto e sobretudo qual é o vinho certo, não deixe de nos perguntar!

Também poderá te interessar:

  1. REGRAS BáSICA PARA HARMONIZACãO DOS VINHOS
  2. SUSHI E VINHO
  3. FILET MINHON AO MOLHO MADEIRA E BRUNELLO
  4. UM ALHO E OLEO DIFERENTE
Share Button

Tags:

18 comments

  1. Mateus
    • brunigna
  2. Sergio
  3. david pimenta
  4. nara
  5. Vitor
  6. Marcio D Angelo
  7. cintia oliveira
  8. thamie hirata
  9. Nina Araújo Dela Corso

Trackback e pingback

No trackback or pingback available for this article

Leave a Reply